Saiu na mídia: Instituições de ensino estão cobrando acima da inflação

A pesquisa Panorama do Ensino Superior Privado do Brasil realizada pela Quero Educação, foi divulgada recentemente pelo portal G1, em matéria que teve como foco o aumento das mensalidades de instituições de ensino superior em relação à inflação sofrida pelo setor.

 

Na última quinta-feira (18 de outubro) aconteceu o evento Quero Captação em São Paulo.

O evento teve como objetivo reunir cerca de 300 instituições de ensino para um dia inteiro de conteúdo atual sobre o setor educacional e, a equipe do portal G1 esteve presente para cobrir o evento e entrevistar os participantes.

Entre os assuntos abordados, foi citado o aumento de preços das mensalidades em instituições de ensino superior em comparação ao aumento da inflação.

 

Pesquisa exclusiva sobre a inflação do setor educacional

 

panorama do ensino superior

 

A Quero Educação, por ter a capacidade de agregar dados sobre o mercado de educação superior, publica anualmente relatórios ricos em detalhes sobre o setor, segundo o Índice Nacional de Preços de Mensalidades – Quero Bolsa (INPM-QB), que leva em consideração o preço de tabela dos cursos, antes de qualquer desconto, no acumulado de 12 meses.

A edição 2019 do Panorama do Ensino Superior Privado divulgado para o mercado apresenta os resultados de duas pesquisas de mercado feitas pela Quero Educação no segundo semestre, uma com alunos e outra com instituições de ensino, ambas de todo o Brasil.

O site Quero Bolsa é um portal marketplace que reúne mais de 1300 IES parceiras no país, que representam mais de 80% da captação nacional. A agregação dos usuários em um portal único de buscas permite a coleta de informações valiosas sobre o comportamento dos leads.

 

A inflação do setor educacional

 

panorama do ensino superior

A pesquisa foi divulgada recentemente pelo portal G1, em matéria que teve como foco o aumento das mensalidades de instituições de ensino superior em relação à inflação sofrida pelo setor.

É perceptível, através do relatório, que a modalidade presencial de ensino sofreu um aumento é de 6,3% e no ensino à distância (EaD), de 7,7%. De acordo com a pesquisa Índice Nacional de Preços de Mensalidades – Quero Bolsa (INPM-QB), os valores estão acima da inflação, que é de 1,8%.

A pesquisa também aponta que esta foi a primeira alta superior ao do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) desde 2016.

Entre as mensalidades separadas por categorias de cursos, as áreas de Ciências Sociais, Matemática, Computação e Pedagogia e Licenciaturas registraram inflação nominal acima de 10% na modalidade presencial. Já as áreas de Engenharia, Produção e Construção apresentaram um aumento de 10% na modalidade EaD.

 

Perspectiva sobre o setor educacional

 

panorama do ensino superior

Pedro Balerine, Diretor de Inteligência da Quero Educação, afirmou ao portal G1 que esse aumento nos preços das mensalidades é comum, visto que houve uma recente melhora na economia e portanto recuperação da demanda.

 

Ficou curioso para saber mais sobre o Panorama do Ensino Superior 2019? Acesse o artigo diretamente do portal G1.

 

 

O que você achou deste conteúdo?

Muito RuimRuimRegularBomMuito Bom (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Sérgio Fiuza

View posts by Sérgio Fiuza
Sérgio é VP de Mercado da Quero Educação, startup que já inclui mais de 300 mil estudantes no ensino superior brasileiro por meio da concessão de bolsas de estudo. Além disso, construiu também carreira acadêmica, atuando como professor na Fundação Dom Cabral e Fundação Getúlio Vargas, além de participar de projetos no MIT e na Michigan State University.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top
[números e fatos]
[números e fatos]