Marketing Digital: dicas que farão sua instituição de ensino bombar

Seja visto pelos seus clientes e acessado a qualquer momento, de qualquer lugar, através de uma boa estratégia de marketing digital.

Você já parou para pensar sobre a velocidade com que o mundo da mídia digital tem mudado? As novas tecnologias estão em constante evolução, também a forma como as utilizamos, transformando não somente o modo como acessamos nossas próprias informações, mas também como interagimos e nos comunicamos com o mundo externo. É claro que essas mudanças também têm impacto em como escolhemos e compramos produtos e serviços.

É neste contexto que surge o marketing digital, ou marketing online, que é o conjunto de atividades que uma empresa (ou pessoa) executa online com o objetivo de atrair novos negócios, criar relacionamentos e desenvolver uma identidade de marca. Entre as suas principais estratégias estão o SEO, Inbound Marketing e o Marketing de Conteúdo.

Por tudo isto é que afirmamos que o marketing não morreu, mas sim transformou-se. O marketing digital surgiu nos anos 90 como algo capaz de “engajar nossa geração digital de modo apropriado, mutuamente agradável e rentável, em que os consumidores sintam-se amados e tenham seu dinheiro e tempo valorizados” (RYAN, 2009, p.10).

Benefícios de investir no marketing digital

Dados de uma pesquisa realizada pela Rock Content, em parceria com a Resultados Digitais, revelam que 81,3% das instituições de ensino investem em marketing offline, enquanto apenas 65,5% investem em marketing offline. A pesquisa revela também que 82,4% das instituições consideram o ROI muito ou moderadamente positivo com o marketing digital; já com o marketing offline, o percentual cai para 69,3%.

Além disso, os brasileiros passam mais de três horas e meia por dia nas redes sociais e nove horas navegando na internet — dados que foram obtidos neste ano pelo relatório da We Are Social.

Portanto, investir nesta modalidade de marketing pode trazer benefícios reais para a sua instituição de ensino:

Presença garantida na internet

Foi-se o tempo em que as pessoas iam pessoalmente até a universidade para se informar sobre cursos e mensalidades. Hoje, se tem acesso a um smartphone, o aluno é capaz de tirar qualquer dúvida e encontrar qualquer assunto. Por isto, um site com domínio próprio é essencial para facilitar a comunicação entre sua instituição e o público. Esteja disponível na internet para que os alunos encontrem sua IE a qualquer momento, tanto pelos mecanismos de busca quanto nas redes sociais;

Audiência qualificada

Quando bem planejadas, as estratégias do marketing digital atraem quem de fato está interessado e tem afinidade com seu estabelecimento de ensino. Ao elaborar o formulário numa landing page, faça perguntas específicas para facilitar a segmentação do público. Crie listas de contatos de acordo com o interesse deles; vá acompanhando e classifique-os de acordo com seu estágio de funil. Exemplo:

Topo de funil

Fase em que os visitantes do seu site ou blog se dão conta de que têm uma necessidade ou um problema a ser resolvido. Nesta etapa, eduque-os conteúdo rico como e-books, que são obtidos assim que o visitante fornece seus dados pessoais num formulário. Daí em diante, o visitante torna-se lead e avança para a próxima etapa do funil;

Meio de funil

Nesta fase, os leads procuram informações sobre como resolver suas necessidades mas não sabem exatamente como fazê-lo. Desperte o interesse deles oferecendo dicas práticas e objetivas, sem tentar vender uma ideia a qualquer custo. Amadureça os potenciais alunos até que fiquem prontos para a etapa final;

Fundo de funil

Esta é a fase em que os alunos estão quase prontos para receberem a abordagem do time de vendas. Eles buscam soluções e, graças ao relacionamento construído entre vocês, sua instituição será vista como referência no assunto. Mostre que você pode oferecer o que procuram. O funil de vendas é encerrado quando os estudantes assinam a matrícula e se transformam em seus alunos.

O marketing de conteúdo deve ser adotado em todas as fases do funil, pois é capaz de atrair, converter e cativar os usuários.

Contato com o público certo, no momento ideal

As listas de contatos ou bases de leads que mencionamos no tópico anterior ajudam a entender a jornada do aluno, assim fica claro como direcionar as ações que vão atingi-los no momento ideal, segundo o estágio em que estiverem.

Por exemplo, se um estudante já sabe que carreira escolher, ele vai pesquisar sobre possibilidades de desconto, localização, benefícios. Se ainda não tem ideia do que cursar, você pode educá-lo com uma série de ações de inbound marketing que vão convencê-lo de que a sua IE é a escolha certa.

O inbound marketing inclui ações como enviar e-mail marketing, para manter os leads interessados, e nutrir os leads com promoções, mensagens de boas-vindas e pedidos para o aluno inscrever-se em algum serviço.

Destaque diante da concorrência

Imagine o quão difícil seria para uma instituição de ensino que não tem site próprio, nem fanpage no Facebook, nem Instagram, e que não produz conteúdo de valor, ser encontrada e escolhida. Não importa o tamanho da sua instituição, ela pode concorrer com as maiores, graças ao marketing digital. Mesmo com baixo investimento, gerar conteúdo interessante e relevante desperta o interesse do público pela sua instituição.

Mais barato do que o tradicional

Já viu como é caro anunciar em mídias tradicionais como televisão, rádio e jornal? Além do mais, sua mensagem pode chegar a qualquer pessoa, inclusive àquela que não tem interesse nenhum pela sua instituição.
Não quer dizer que o marketing digital seja gratuito, mas com um bom plano você alcança poder de segmentação, personalização e otimização do conteúdo. Dessa forma, fica mais fácil ser encontrado e conquistar novos alunos, mesmo que você esteja começando no negócio;

Maior possibilidade de conversões

A vantagem do digital com relação ao tradicional é a possibilidade de dialogar mais de perto com o público, fazendo contato a qualquer momento, sem ser chato.

Enviar e-mail com um convite para assinar uma newsletter, baixar um e-book, assistir a uma videoaula pode surtir mais efeito positivo. Toda esta interação dá espaço para que o aluno lhe conheça e se converta em lead;

Resultados mensurados com exatidão

O marketing digital permite:

  • Saber quantas pessoas clicaram num determinado link;
  • Obter dados sobre o comportamento dos usuários;
  • Identificar as páginas mais visitadas;
  • Saber o caminho percorrido pelo aluno até fechar a matrícula;
  • Acompanhar o desempenho dos seus anúncios no Google Adwords e nos links patrocinados nas redes sociais.

Munido de todas as informações, você terá condições de escolher as ações necessárias para melhorar o desempenho da sua estratégia de marketing.

Dicas atuais para você elaborar ações rentáveis para sua IE

O marketing digital é acessível, porém, a concorrência entre os estabelecimentos de ensino é grande. É preciso saber que estratégia usar e como aplicá-la de modo certeiro, por isso, separamos uma lista com as principais dicas:

1. Foco na persona

Colete dados como localização, idade, hobbies, objetivos e desafios para construir suas personas.

Você deve imaginar que o perfil do aluno interessado na área de humanas é diferente do perfil de quem quer estudar exatas. Neste caso, vale a pena levantar alguns aspectos dos potenciais alunos de cada curso para então saber que conteúdos poderá ajudá-los.

Estas e outras informações podem ser obtidas via pesquisas e mesmo pelo formulário que os usuários preenchem ao acessar o blog ou site da instituição, informando quais são seus objetivos, desafios e áreas de atuação, além dos dados pessoais básicos.

Utilizar um gerador de persona pode deixar a tarefa bem mais compreensível.

O que quer que faça, não faça suposições sobre as pessoas com quem você se comunica, isto pode levar sua estratégia por água abaixo.

A persona pode ser criada por curso, área de conhecimento ou por fase de ensino.

2. Seja encontrado com facilidade

Seu público-alvo acessa muito o Facebook? O Twitter? Observe as redes sociais que os potenciais alunos mais usam e mantenha uma página ativa nelas, com informações completas, dados para contato, localização e atualização frequente.
Mas, não é só isto. Um site corporativo que possa ser encontrado com facilidade pelos mecanismos de busca também é essencial;

3. Seja acessado de qualquer aparelho

Fazer pesquisas e compras pelo celular ou tablet é muito comum, então, estruture seu site de forma que seja visualizado em qualquer tamanho de tela. Ninguém gosta de acessar páginas cujo conteúdo fica desproporcional na tela do celular ou que demora demais para carregar.
Considere usar versões AMP das suas páginas;

4. Tenha um bom plano de marketing

Não se tem campanha bem-sucedida sem planejar como atuar no mercado, competir com outras instituições, aumentar número de matrículas, captar alunos, elaborar estratégias de comunicação.

Quer ser reconhecida como uma das melhores IE do Brasil? Pensa em veicular publicidade na TV, jornais, revistas? Ou ainda, vai realizar eventos numa comunidade, distribuir panfletos, aumentar as publicações no Facebook? Para tudo isto, faça um plano de marketing;

5. Atualize seu blog

Se não tem blog, crie um agora. Há boas plataformas, inclusive gratuitas, de criação de blogs.

Para muitos, o blog é peça fundamental de uma estratégia, já que melhora a classificação do seu site nos resultados dos mecanismos de busca, o que aumenta o tráfico. Além disso, é uma maneira de se comunicar com seus alunos, respondendo dúvidas e informando.

Leve a sério e produza conteúdo com frequência e de qualidade, que seja capaz de envolver os usuários;

6. Utilize as técnicas do SEO

SEO (Social Engine Optimization) é o processo de conseguir tráfego natural ou orgânico nos mecanismos de busca para um site ou blog. Aplique técnicas do SEO para aparecer primeiro entre as buscas dos alunos e aumentar o número de visitas do seu blog ou site.

Como fazer isto?

  • Use palavras-chave na URL da postagem
  • Use palavras-chave de cauda longa ao longo do texto
  • Inclua material multimídia no seu conteúdo (fotos, diagramas, vídeos, etc.)
  • Inclua links com outros conteúdo relevante, do próprio blog ou de sites parceiros
  • Adicione botões de compartilhamento social

7. Mantenha perfil ativo nas redes sociais

Atualize não somente o Facebook, mas também Twitter, Instagram e Pinterest, que têm muitos seguidores e podem compartilhar o conteúdo da IE até que se torne viral.

Use as hashtags para estimular o engajamento com os posts – o engajamento com postagens com hashtag é duas vezes maior do que com posts sem a ferramenta.

Com as ferramentas certas, dá até para saber o que andam dizendo sobre a sua instituição nas redes sociais, e assim tentar corrigir situações negativas.

Se souber dosar o volume de mensagens, não enviando Spams, use também o WhatsApp. Apesar do risco de rejeição, é um fácil caminho para se comunicar com o lead, receber feedbacks e promover produtos – seja por vídeos, imagens ou mensagens de texto.

8. Não abra mão do e-mail marketing

Envie mensagens de e-mail para aumentar o relacionamento da IE com clientes atuais, antigos ou futuros. O objetivo do envio dessas mensagens comerciais é divulgar descontos, promoções e eventos, fechar negócios, informar sobre datas de vestibular. Deste modo, você constrói lealdade e conquista a empatia, além de divulgar o nome da IE.

Lembre-se de que as mensagens contidas nos e-mails devem ser personalizadas e destinadas a cada perfil de usuário, criando, assim, um sentimento de exclusividade para o cliente. Isto pode ser feito com ferramentas de automação de e-mails.

O modo como você usa a linguagem e o apelo visual é importante. Adotar um tom casual torna a mensagem mais cativante do que o tom formal. Evite gráficos/visuais nos primeiros e-mails.

Poder mensurar as métricas do e-mail marketing é o que o torna tão importante. Você pode fazer contato imediatamente com o lead e analisar aberturas e cliques para saber se a ferramenta tem surtido efeito.

9. Entenda cada etapa do funil de vendas

Um funil de vendas bem estruturado tem quatro níveis:

  • Público-geral/visitantes: inclui o seu público-alvo, que pode se interessar pela sua IE e por aquilo que ela oferece;
  • Leads: são os contatos qualificados que já sinalizaram ter um problema. São as pessoas para quem sua IE é vista como solução;
  • Oportunidades: são os leads que já receberam propostas e estão em estágio avançado para a concretização da venda;
  • Clientes: são as pessoas com quem você já fechou negócio, completando o ciclo do funil de venda.

Entender todas as etapas do funil de vendas lhe permite criar uma estratégia apropriada para cada nível, de acordo com suas necessidades. O objetivo é produzir conteúdo que conduza o aluno ao desfecho que você deseja: a efetivação da matrícula;

10. Use o Call-to-action

Usando um tom imperativo (“faça!”, “inscreva-se”, “compartilhe!”), incentive os alunos a praticarem uma ação ao lerem seu e-mail marketing, visitarem o blog ou o site.

O convite pode ser para solicitar um teste gratuito, baixar um e-book, assistir a um vídeo com depoimentos de alunos matriculados ou de ex-alunos bem-sucedidos na profissão. Isto pode ser feito com links inseridos no próprio conteúdo.

Para lembrar

Investir em marketing digital vale a pena para faculdades, escolas, cursos técnicos e outras instituições de ensino que querem se destacar num mercado tão concorrido. É o caminho pelo qual se promove cursos, infraestrutura, benefícios e conteúdo para futuros e atuais alunos. Ao iniciar seu planejamento de marketing digital, lembre-se:

– Colete o maior número possível de informações relevantes sobre as personas do seu estabelecimento de ensino;

– Crie um site corporativo, blog e fanpage nas redes sociais para que sua IE seja encontrada rapidamente nos mecanismos de busca da internet;

– Estruture seu site de forma que seja facilmente acessado de qualquer dispositivo;

– Crie um plano de marketing estruturado que inclua tudo que pretende fazer e como executar cada tarefa;

– Mantenha um blog da sua IE atualizado e com conteúdo cativante;

– Use técnicas de SEO para aparecer na primeira página dos motores de busca e aumentar número de visitas no site e blog;

– Esteja presente nas redes sociais, usando hashtags, respondendo perguntas o mais rápido possível e estimulando o compartilhamento;

– Use o e-mail marketing para educar, informar e se comunicar com seus leads;

– Entenda cada etapa do funil de vendas para saber o que oferecer a fim de ajudar o usuário e conduzi-lo até seu objetivo final;

– Use o CTA, em tom imperativo, para indicar aos usuários o que tem de ser feito: baixar uma apostila grátis, fazer um teste vocacional online ou indicar colegas para matrícula.

Como você leu neste artigo, estas técnicas quentes de marketing digital podem automatizar, economizar e descomplicar seus esforços para captar e reter alunos.

A Quero Educação possui uma equipe preparada para auxiliar sua instituição de ensino em estratégias para a captação de alunos. Deixe seu contato no formulário abaixo e receba informações e análises da área educacional que irão potencializar o seu trabalho:

 


O que você achou deste conteúdo?

Muito RuimRuimRegularBomMuito Bom (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Sérgio Fiuza

View posts by Sérgio Fiuza
Sérgio é diretor de Mercado da Quero Educação, startup que já inclui mais de 450 mil estudantes no ensino superior brasileiro por meio da concessão de bolsas de estudo. Além disso, construiu também carreira acadêmica, atuando como professor na Fundação Dom Cabral e Fundação Getúlio Vargas, além de participar de projetos no MIT e na Michigan State University.

1 Comment

  1. A educação passa por um momento impreenchível de grandes transformações onde o estudo e a aprimoramento são fundamentais!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top
[números e fatos]
[números e fatos]