Inadimplência no Ensino Superior: descubra como combater

Combater a inadimplência no ensino superior é um dos maiores desafios para a gestão escolar das IES.

Fatores como desemprego e problemas familiares contribuem para que alunos do Ensino Superior enfrentem dificuldades para o pagamento de suas mensalidades, e resta à IES decidir como trabalhar com negociações de dívida e programas que possam facilitar o pagamento.

Muitas vezes, as instituições não conseguem adotar as melhores estratégias para resolver o problema da inadimplência. Será que é o caso da sua IES?

Neste artigo, vamos apresentar:

  • Como a inadimplência pode prejudicar os negócios de uma IES
  • As melhores estratégias para combater a inadimplência

Tempo de leitura: quatro minutos

 

Como a inadimplência prejudica as IES

A dívida estudantil é um problema do setor educacional em vários segmentos, mas os maiores índices estão no Ensino Superior.

Segundo o último levantamento do Serviço de Proteção ao Crédito(SPC), os universitários são os mais inadimplentes, acarretando em um índice de 43,5% de dívidas em comparação aos estudantes de outros níveis.

Entre os demais tipos de dívidas, o do setor universitário também se sobressai: no seu último relatório sobre inadimplência no Ensino Superior, o Semesp constatou que houve uma queda de 1% no índice de inadimplentes, em comparação aos resultados da mesma pesquisa no ano anterior. No entanto, o índice ainda é superior à quantidade de devedores em outras áreas, o que torna o assunto ainda mais urgente para as IES.

A inadimplência pode ser um fator de risco para a saúde financeira das IES, que com possíveis problemas no caixa, não consegue investir em melhorias no ensino ou manter a qualidade do seu corpo de funcionários.

 

As melhores estratégias para combater a inadimplência

Será que a sua IES sabe lidar com a inadimplência? Elencamos os melhores caminhos para combater o problema.

 

1. Conheça os perfis de inadimplência

É importante compreender que o público de inadimplentes não é o mesmo: um estudante deixa de pagar a mensalidade por diversos motivos, sendo necessário reconhecer as especificidades de cada grupo de devedores, para encontrar a melhor abordagem de aproximação.

No Panorama do Ensino Superior do Brasil, estudamos os tipos de inadimplentes que estão entre os maiores índices do problema. A partir de perguntas realizadas diretamente aos estudantes que acessaram o Portal do Quero Educação, houve a identificação de padrões de inadimplência e a sua correlação com outros fatores.

inadimplência no ensino superior

A fonte de finanças pessoais do aluno representa um ponto que se sobressai em relação às despesas, principalmente entre as classes menos favorecidas. O desemprego aparece como um dos fatores que se correlaciona à inadimplência, o que levou o Panorama a divulgar quais são os grupos que estão mais vulneráveis ao problema.

inadimplência no ensino superior

Outra informação adquirida a partir dos levantamentos com os alunos é sobre a relação entre inadimplência e interesse pela marca da IES: os alunos que estavam mais propensos a se tornarem devedores são aqueles que escolhem o curso pelo preço em detrimento da qualidade.

Ou seja, os alunos que se tornam mais inadimplentes já começam o curso com dificuldades, uma vez que procuram uma IES que esteja próxima ao preço pelo qual pode pagar, mas a renda geralmente é vulnerável e o aluno pode perdê-la durante o curso, ficando desempregado, por exemplo.

inadimplência no ensino superior

 

2. Invista em mensalidades diferenciadas

Aplicar planos de Gestão Financeira podem levar a IES ao encontro de soluções criativas e práticas para o problema da inadimplência.

Entre elas, destacam-se o yield management, plano de gestão que, entre outras coisas, leva a instituição a pensar em sistemas de pagamento diferenciado. Com ela, o mesmo serviço é oferecido para uma classe de alunos, mas com preços diferentes.

Desconto na mensalidade para bons alunos e opções de pagamento mais baratas para alunos em situações mais vulneráveis são alguns dos exemplos de aplicação da prática de yield management. Dessa forma, a IES consegue contemplar seus públicos sociais distintos e garantir uma saúde financeira mais sustentável.

Outra opção é trabalhar com seguros de mensalidade, medidas de emergência para alunos que eventualmente percam o emprego durante a graduação. O seguro pode cobrir algumas mensalidades até o aluno conseguir uma recolocação no mercado.

 

3. Recompense quem está com o pagamento em dia

Compensações ou benefícios para quem paga matrículas de forma adiantada ou evita atrasos podem incentivar os alunos a evitarem a inadimplência. A IES pode oferecer um desconto na taxa da matrícula ou o sorteio de prêmios para aqueles que estão com as matrículas em dia ou acumularam pontos durante o ano, na medida em que efetuavam os pagamentos.

Com os prêmios, o aluno reconhece o valor do pagamento de sua mensalidade e se reconhece como um personagem importante para o sucesso da IES.

inadimplência no ensino superior

4. Procure ferramentas para automatizar as cobrança

Muitas vezes, a IES não possuem departamentos dedicados à cobrança de mensalidades ou perdem o controle dos casos de inadimplência, em meio a outras demandas. É importante pensar em caminhos para economizar tempo e dinheiro no acompanhamento das mensalidades, sem deixar de investir no setor.

A IES pode pensar em plataformas que possibilitem a automatização das etapas de monitoramento, desde a etapa dos números de pagamentos efetuados pela empresa até a oferta de serviços que facilitem a quitação das mensalidades para o aluno.

A criação de réguas de cobrança é também fundamental para o processo. Lembretes para diversos meios de contato com o aluno (whatsapp, sms e e-mail, por exemplo) contribui para reforçar a importância do compromisso com a mensalidade, com alertas sobre o lembrete da data de vencimento, alertas sobre atraso e sobre as consequências para a inadimplência.

 

5. Facilite o pagamento

Ter canais de pagamento online, autorizar o débito automático, permitir o uso de cartões de débito e crédito são alguns dos exemplos de recursos que facilitam o pagamento para o aluno. Dessa forma, ele encontra uma série de opções que podem ajudá-lo a evitar a inadimplência.

Passou o vencimento, e o aluno ainda quer efetuar o pagamento? Isso pode ser facilitado com a oferta de boletos que se atualizam automaticamente. Com ele, o aluno não precisa solicitar a segunda via do documento, o que poupa tempo e evita atrasos maiores.

inadimplência no ensino superior

Gostou das nossas dicas? Oferecemos consultoria para diversos temas de aperfeiçoamento para a gestão escolar das IES. Assine nossa newsletter, e receba todas as nossas dicas.

O que você achou deste conteúdo?

Muito RuimRuimRegularBomMuito Bom (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Sérgio Fiuza

View posts by Sérgio Fiuza
Sérgio é VP de Mercado da Quero Educação, startup que já inclui mais de 300 mil estudantes no ensino superior brasileiro por meio da concessão de bolsas de estudo. Além disso, construiu também carreira acadêmica, atuando como professor na Fundação Dom Cabral e Fundação Getúlio Vargas, além de participar de projetos no MIT e na Michigan State University.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top
[números e fatos]
[números e fatos]