Como utilizar o Whatsapp na captação de alunos da sua IES?

Além de essencial para proporcionar um bom atendimento ao aluno, o WhatsApp pode ser muito eficaz no seu processo de vendas: descubra como utilizar o Whatsapp na captação de alunos da sua IES.

Tempo de leitura: 6 minutos. Você vai ler sobre:

  • Os alunos preferem o Whatsapp?
  • Por que utilizar o Whatsapp como canal de vendas?
  • Principais benefícios para sua IES

Você já checou seu WhatsApp hoje? Quantas vezes? Seja um “bom dia” no grupo da família ou um amigo pedindo conselho, as notificações nunca param e prepare-se: estão cada vez melhor direcionadas para o mundo dos negócios.

Uma pesquisa da Nielsen de 2016 para o Facebook mostrou que 67% dos usuários de aplicativos de mensagens esperavam utilizá-los mais para se comunicar com empresas nos próximos dois anos.

Bom, dois anos se passaram desde o estudo e as vendas pelo WhatsApp já são uma realidade, bem como estruturas inteiras de atendimento ao cliente via aplicativo.

Já foram lançadas duas versões da ferramenta para negócios: o WhatsApp Business, que é gratuito e o WhatsApp Enterprise, versão paga e elaborada para companhias maiores. Você já pensou em como uma delas pode ser útil para seu processo de captação de alunos?

Como utilizar o Whatsapp na captação de alunos da sua IES?

Os alunos preferem o Whatsapp?

O WhatsApp hoje é um dos meios mais práticos para se comunicar com qualquer pessoa e, por ter se tornado quase instintivo aos jovens, não é de surpreender que os alunos também prefiram o canal para se conectar com instituições de ensino.

Através da pesquisa realizada pela Nielsen, inclusive, foi comprovado que 53% dos participantes acreditam que há mais probabilidade em fazer negócios com empresas com quem eles podem interagir por mensagem de texto.

O dinamismo e a conveniência são duas características que contribuem para esse favoritismo. O aluno consegue conversar com um atendente enquanto está no ônibus, metrô ou até mesmo enquanto está aguardando no consultório do dentista.

Se ele não puder responder naquele momento, pode esperar e retornar quando for mais propício.

O telefone, por outro lado, exige atenção exclusiva — o que não vai de encontro com o ritmo acelerado e multitarefa desse público. Muitos deles se sentem ainda tímidos ao falar em ligações.

O WhatsApp também costuma ser mais simples, direto, informal e toma menos tempo do que mandar um e-mail, por exemplo.

Por que utilizar o WhatsApp como canal de vendas

Quando o WhatsApp começou a ser introduzido como ferramenta no Quero Bolsa, a ideia inicial é que sua função fosse exclusivamente prover melhor suporte aos alunos. Ou seja, a venda era concluída em maior parte pelo telefone e os guias, atendentes do Quero Bolsa, ficavam à disposição para tirar dúvidas por mensagem.

O que foi percebido, no entanto, é que muitas vezes os alunos não atendiam ligações ou, quando atendiam, se diziam muito ocupados para falar naquele momento. Foi testada então a abordagem de venda por WhatsApp com esses leads e a resposta foi extremamente positiva.

Estava aí um perfil dentro do público do Quero Bolsa sobre o qual não se sabia tanto: alunos imediatistas, que prezam pela praticidade acima do conforto de ouvir a voz de alguém do outro lado da linha. E, ao mesmo tempo, seria capaz de transmitir segurança a eles, porque o contato estaria sempre ali em sua lista de conversas e eles sabiam que teriam respostas rápidas.

Alunos imediatistas

As vendas por WhatsApp representaram 25% de toda a captação do Quero Bolsa nesse semestre, que foi o primeiro período em que ele foi oficializado como canal também com esse propósito, além de manter sua função de atendimento.

No Brasil e na Índia, por exemplo, de acordo com estudo da Morning Consult, mais de 80% das pequenas e médias empresas dizem que o WhatsApp as ajuda a comunicar-se com clientes e expandir seus negócios.

Confira alguns dos motivos para também utilizar a ferramenta como canal de vendas em sua universidade:

  • Atenda mais pessoas em menos tempo

A praticidade é realmente uma das maiores vantagens que o WhatsApp oferece e ela impacta diretamente na produtividade da sua equipe de vendas e de atendimento.

Ao telefone, um atendente consegue realizar uma média de ligações por dia. Nas mesmas 8 horas trabalhadas, se bem geridas, é possível atender cerca de quatro vezes mais alunos por mensagens de texto.

Ainda que sua demanda não seja tão alta ao longo do ano inteiro, o ganho de eficiência permite direcionar recursos de forma mais inteligente ou investir em estratégias de topo e meio de funil como Facebook ou SEO para que mais leads sejam gerados e, assim, mais vendas pelo WhatsApp sejam realizadas.

  • Mantenha-se mais próximo do aluno

Por tratar-se de uma ferramenta mais informal, a comunicação pode ser mais direta e personalizada.

Se o aluno der abertura e o atendente conseguir fazê-lo de forma natural, vale inclusive usar uma linguagem mais jovial e típica de internet, com a utilização de memes ou gifs.

Esse tipo de interação sempre torna o contato mais leve e memorável.

  • Tenha mais oportunidade de engajamento

É muito fácil ignorar ligações ou deixar de abrir e-mails, mas mensagens de WhatsApp raramente são ignoradas.

O “visualizado e não respondido” infelizmente é comum em qualquer tipo de interação, é claro, mas uma pesquisa da Dynmark atesta que 98% das mensagens de texto são lidas em algum momento — 90% delas, nos 3 primeiros segundos em que são recebidas.

Até em comparação a relatórios mais pessimistas, que defendem que esse número está mais próximo dos 70%, ele é muito mais alto que as taxas de abertura de e-mail, que giram em torno dos 6%. Portanto, tenha certeza de que sua mensagem vá causar uma boa impressão e ser assertiva na indicação do próximo passo que seu aluno deve dar.

São grandes as chances de que ele leia, porém o desafio é que ele chegue até o final do funil de vendas.

  • Responda mais rápido

Crie um banco de respostas pré-definidas para perguntas comuns e elas poderão ser acessadas por um atalho simples no teclado. Mas ainda que essa técnica economize tempo, não deixe de tratar a pessoa pelo nome e ter certeza de que a resposta será suficiente para atender o que seu interlocutor está buscando.

Uma resposta vaga ou confusa abrirá espaço para mais perguntas e terá efeito reverso, tomando mais tempo do atendente para satisfazer aquela demanda.

  • Automatize respostas

Outro recurso do WhatsApp Business ou WhatsApp Enterprise é criar mensagens automáticas que podem ser enviadas quando o aluno estabelecer seu primeiro contato, ou quando o time estiver fora do horário de atendimento, por exemplo.

Dessa forma, mesmo que não receba resposta imediata, ele será certificado de que será atendido em breve, e pode até ser direcionado para um link que dê mais informações sobre alguma oportunidade específica.

  • Categorize seus contatos

Já é possível incluir tags associadas a cada contato da sua lista.

No Quero Bolsa, por exemplo, sabemos quem está em cada fase da captação, qual foi a fonte de aquisição daquele lead e criamos um sistema interno para guiar o acompanhamento daquela pessoa, para ter certeza de que, mesmo depois de garantir sua bolsa, o aluno estará estudando.

Ter essa categorização à vista permite integrar interações ao seu CRM com mais agilidade e ganhar eficiência em poder agrupar potenciais alunos de forma estratégica, para facilitar a comunicação com eles até a concretização da venda.

Capte mais alunos através do Whatsapp

Para lembrar

Oferecer praticidade e dinamismo para o aluno pode fazer toda a diferença em seu processo de decisão. Como recurso que exige baixo investimento, o WhatsApp passou a ser ferramenta quase indispensável no atendimento, mas também pode ser muito eficaz no processo de vendas.

  • Ganhe até 400% de produtividade ao sistematizar sua comunicação;
  • Permita mais conveniência ao aluno, garantindo que a mensagem será recebida quando ele estiver disponível e aumentando as chances de resposta;
  • Tenha fácil acesso à sua base de contatos de forma mais organizada para agilizar o acompanhamento de cada lead.

Que tal utilizar o WhatsApp como canal de venda no seu próximo ciclo de captação de alunos? 

O que você achou deste conteúdo?

Muito RuimRuimRegularBomMuito Bom (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Sérgio Fiuza

View posts by Sérgio Fiuza
Sérgio é VP de Mercado da Quero Educação, startup que já inclui mais de 300 mil estudantes no ensino superior brasileiro por meio da concessão de bolsas de estudo. Além disso, construiu também carreira acadêmica, atuando como professor na Fundação Dom Cabral e Fundação Getúlio Vargas, além de participar de projetos no MIT e na Michigan State University.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top
[números e fatos]
[números e fatos]