Como criar aulas interativas para o ensino superior?

Saiba como criar aulas interativas e estimular os alunos a serem mais participativos.

Quem trabalha com educação sabe que os desafios nunca acabam. A educação é uma das áreas mais impactadas com as transformações da sociedade. Para não ficar para trás, os profissionais das IES precisam manter-se atualizados e entender o cenário atual.

O primeiro passo para ter uma sala de aula cheia de alunos participativos é oferecendo aulas interativas para o ensino superior. E se você pensa que isso tem a ver apenas com investimento em tecnologia, está enganado.

O aluno do ensino superior já é mais maduro e possui uma dinâmica diferente de rotina. A maioria deles tem jornadas extras e já chegam cansados do trabalho na faculdade.

Além do cansaço, existe a dificuldade de concentração. Essa é uma queixa cada vez mais comum entre as pessoas. Vivemos numa sociedade conectada e está cada vez mais difícil manter o foco.

As aulas interativas para o ensino superior são alternativas para instigar o interesse dos alunos. Alunos mais interessados têm melhores desempenhos nas provas. Mas será que é possível manter esta prática com criatividade?

criar aulas interativas

Se você precisa criar aulas que deixem seus alunos envolvidos, esse post é para você.

Continue a leitura e descubra maneiras de surpreender em sala de aula.

O aluno do século 21

A globalização e a revolução tecnológica das últimas décadas mudaram completamente a forma de aprender e ensinar. Isso está cada vez mais visível dentro das salas de aula.

O professor não é mais o único foco de atenção e nem a fonte exclusiva de conhecimento do aluno. Os estudantes já chegam na sala de aula com um acúmulo de informações sobre vários temas.

A internet, as redes sociais, os aplicativos e os novos modos de interação social influenciam na aprendizagem. Antes de elaborar aulas interativas para o ensino superior, é preciso entender qual o perfil do aluno da IES.


Em qual o contexto essa pessoa vive? Quais são suas demandas de mercado de trabalho? O que ele realmente espera aprender em sala de aula?

Tente responder essas perguntas para você mesmo antes de pensar como deve ser uma aula.

Agora vamos entender o que significa uma aula interativa de verdade.

O que é uma aula interativa?

Muitos profissionais da educação acreditam que uma aula interativa é uma aula cheia de tecnologia. Lousa digital, óculos 3 D, o uso de realidade virtual e atividades online, por exemplo. Todos esses são recursos sofisticados para a sala de aula, mas que não garantem o engajamento ideal.

É claro que atualmente a tecnologia já tem um papel importante na sala de aula. Mas numa IE o professor não pode e não deve depender apenas dela. Uma aula interativa consiste na participação e no engajamento dos alunos.

criar aulas interativas

Despertar a curiosidade e promover o debate em sala de aula é um grande desafio.

Você sabe como fazer isso? Acompanhe nossas próximas dicas e descubra ótimas alternativas.

Como planejar aulas interativas

O primeiro passo para conseguir despertar a atenção do aluno é o planejamento da aula. Você realmente sabe como planejar uma aula capaz de surpreender?

Não há apenas uma forma correta, mas existem alguns passos estruturais. Para criar aulas interativas para o ensino superior é necessário organização.

Selecionamos quatro pontos fundamentais de onde o planejamento deve partir. Organização, criatividade e pesquisa são quesitos básicos. Vamos entender melhor o que mais pode ser feito?

  • Definir o perfil de aluno

Conhecer o perfil do aluno é muito importante. No início do semestre o professor deve conversar com a sala e desenhar um perfil médio. Assim, ao longo do período fica mais fácil identificar as limitações e potenciais dos estudantes. Esse é o primeiro passo para saber o quê explorar.

  • Encontrar diferentes formatos para aplicar o conteúdo

Essa dica é fundamental para criar aulas interativas para o ensino superior. Fugir dos slides com textos longos e sequencias intermináveis. Uma dica é explorar informações essenciais em tópicos. O uso de imagens, vídeos e até gifs é bem recomendado.  A sala de aula também pode ser um ambiente mais leve.  

  • Elaborar atividades em grupo na aula

A interação em grupo é uma característica das aulas interativas para o ensino superior. Se um aluno está cansado ou com dificuldade, ele pode sentir-se estimulado em grupo. É importante ser criativo nos exercícios e ouvir as sugestões dos alunos.  

  • Preparo prévio

É preciso pesquisar conteúdo, formatos, modos de avaliação e alternativas. Em aulas interativas para o ensino superior o professor não é só um condutor. Ele deve mediar e também dar abertura para ser tão participante quanto os estudantes.

  • Ouvir o feedback dos estudantes

Ouvir as expectativas e o feedback dos alunos é essencial para desempenhar um bom trabalho. É necessário planejar avaliações sobre as aulas também. Ver o que funciona ou não e, se preciso, mudar as estratégias.

Planejar e conduzir aulas interativas para o ensino superior são grandes desafios. Mas existem algumas metodologias que podem ajudar muito!

Pronto para conhecê-las e aplicar em sala de aula?

Metodologias para aulas interativas

O método World café

O método de world café serve para estimular o diálogo e a colaboração. Ele funciona como uma dinâmica de sete passos. O world café é um processo de conversa e compartilhamento bem estruturado. Ele tem sido usado em IES e tem funcionado em sala de aula. Vale a pena conhecer e experimentar!

Usando o celular em sala de aula: App Karhoot

Faça do celular dos alunos um aliado e não um inimigo O Karhoot é um aplicativo gratuito que tem funcionado em aulas interativas para o ensino superior. É possível montar diferentes tipos de quizzes online sobre o conteúdo e jogar com os alunos em sala. O que acha?

Aula problematizada

A aula problematizadora facilita o processo de aprendizagem. É uma estratégia de ensino para estimular o debate e a pesquisa.

O professor pode conduzir trazendo ou solicitando notícias da semana, leis ou questões sociais que envolvam o conteúdo. A partir de contextos atuais, desenvolver o que é necessário em sala de aula.

Para lembrar

Agora você já sabe como podem ser as aulas interativas para o ensino superior. Não basta apenas investir em tecnologia, é preciso envolver os estudantes através de metodologias certeiras e estimulantes.

Esse tipo de aula pode melhorar muito o desempenho dos alunos. Além disso, até o professor sai mais satisfeito da sala de aula. Alunos interessados, profissionais envolvidos e feedback positivos sobre as IES.

criar aulas interativas

Não fique parado no tempo, inove e experimente os benefícios das aulas interativas!

Aprendeu algo novo com este conteúdo? Então continue acompanhando nossos artigos e receba mais novidades e dicas incríveis para melhor as aulas da sua instituição de ensino.

Caso queira, você também pode falar diretamente  com um de nossos especialistas.

O que você achou deste conteúdo?

Muito RuimRuimRegularBomMuito Bom (média: 3,73)
Loading...

Sérgio Fiuza

View posts by Sérgio Fiuza
Sérgio é VP de Mercado da Quero Educação, startup que já inclui mais de 300 mil estudantes no ensino superior brasileiro por meio da concessão de bolsas de estudo. Além disso, construiu também carreira acadêmica, atuando como professor na Fundação Dom Cabral e Fundação Getúlio Vargas, além de participar de projetos no MIT e na Michigan State University.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top
[números e fatos]
[números e fatos]